Sábado, 21 de Julho de 2018

Buscar  
Criticas

Publicada em 08/03/18 às 08:17h - 107 visualizações
Homem Ser Humano de Duas cabeças
Uma cabeça raciocina e a outra sente

Domênica Rodrigues


 (Foto: Doce Rio FM )

"A Mitologia Grega conta que Zeus declarou guerra ao seu pai Cronos e aos demais Titãs com a ajuda de Gaia. Gaia então se revoltou com a traição de Zeus e lançou mão de todas as suas armas para destrona-lo. Como vingança ela pariu incontáveis Andróginos, seres com quatro  pernas e quatro braços que se ligavam por meio da coluna vertebral terminado em duas cabeças, além de possuir os órgãos genitais femininos e masculinos."

 

Quero começar o texto de hoje já com uma parte que nos impressiona sempre a confusão que se faz entre necessidade e vontade, tal qual a música de Titãs...

 

Bom, vamos lá!

 

Vou contar uma história, que faz parte da comédia que é a vida privada e essa  nos levará a crer que o homem é de fato um Ser Humano de Duas cabeças... Uma raciocina e a outra sente. Mas... E a historinha? Ela será o nosso primeiro passo para pensar que o dia 08 de março não é apenas um dia como qualquer outro, mas é o dia em que muitas mulheres resolveram se libertar de um espaço de repressão e aprisionamento e partiram para a rua em busca de igualdade de direitos, igualdade no campo do trabalho, nas relações pessoais, na política, no direito a ser humano, ou melhor, humana.


Mas, e a historinha... Então.


... Certa vez, uma menina com cerca de 12 anos de idade, saiu para passear com seu cachorro no lado de fora dos muros de sua casa. Enquanto passeava e parava para o seu amiguinho fazer suas necessidades fisiológicas (xixi e côcô), um carro para e o homem,(digo homem) baixa o vidro e  a chama de gostosa, noutro ponto da calçada um outro que vinha pela estrada e isso me lembrou uma música de roda: "Um homem vinha pela estrada tocando seu pistom, piriripipi e o outro que vinha acompanhando tocava o violão"... E porque ele tocava violão? Porque o outro de bicicleta chamou a mesma menina de violão. Moral da história a menina não sai mais para passear com o cachorro e não quer interagir com as pessoas de sua casa e da comunidade.


É baseada nessa historinha que vamos começar a conversar sobre duas cabeças.

Alguns filósofos dizem que:

        Os cérebros de alguns homens são como caixinhas, tudo separado.

        Outros dizem que a maioria dos homens pensam, só, com a cabeça do pênis.

        E há os que dizem que a maioria dos homens não pensam o suficiente por isso se colocam na condição de opressores.


Se fossemos ficar aqui falando sobre a cabeça dos homens não iríamos parar de fazer comparações, e como mulheres não iríamos entender direito como elas funcionam.


Falemos então da cabeça que pensa: "Enquanto passeava e parava para o seu amiguinho fazer suas necessidades fisiológicas ( xixi e côcô), um carro para e o homem( digo homem) baixa o vidro e  a chama de gostosa". Nesse instante a cabeça que pensa construiu uma idealização do corpo feminino jovem e parou com todos os movimentos ordenados a seu cérebro para pensar em como satisfazer sua necessidade egocentrista de manter-se no poder, condição que a sociedade desde a antiguidade lhes deu. Como diria tia Terezinha, esta escrito na bíblia, no livro de Daniel, que uma jovem chamada Susana, após ser chantageada por dois velhos que a observavam nua no banho em uma fonte, exigiu que tivesse relações sexuais com eles, porque ela se recusou. Foi falsamente acusada, e condenada à morte. Pois bem, é assim que até os dias de hoje as coisas acontecem; foi com Susana, com a menina do cachorro, e com cada um e cada uma de nós.

 

A cabeça que pensa: pensa com orgulho de ser macho e usar sua virilidade, pensa com a competitividade de meninos inconsequentes que excluem qualquer verdade que não sejam às deles, com a Lealdade de quem só precisa ouvir sim, e ao nos encontrar consideram ter achado uma mãe ou uma gueixa, que jamais envelhecerá e irá satisfazer todas as suas vontades, com a liberdade individual que aprisiona quem esta do lado porque é muito mais importante que suas vontades e desejos sejam realizados a contento.


Dessa forma, podemos entender porque ele tem certeza de que a menina "era gostosa", porque ela possivelmente aos 12 anos era o exemplo do pensar com orgulho e lealdade, visando já a competitividade como necessidade de manter-se dono do corpo que ele acha que escolheu assim como um objeto; quando outro homem chama a menina de "violão" ele só reforça a cultura de objetificação do corpo feminino, que dá a ele a forma que lhe for cabível para o momento, sim... Porque a maioria deles não perde a oportunidade de manterem seu papel de competidor na tranquilidade, para fazer novamente e acompanhar a comunidade masculina desde as músicas até a forma como se vestem, quando um menino ouve:

 

 

"... Seu corpo é um violão, meu docinho de coco" Mamonas assassinas

 "... O homem que sabe o que quer, sabe dar e querer da mulher." Roberto Carlos e pior ainda, "Olha você tem todas as coisas que um dia eu sonhei... Olha vem seguir o MEU caminho..."

 

 

Na hora em que esse segundo homem pára e chama ela de violão ele gostaria na verdade que ela subisse na garupa da bicicleta e deixasse tudo para trás e fosse com ele para qualquer lugar ou aceitasse de bom grado a dita "Cantada"(substantivo feminino: ato de cantar ou conversa sedutora) essa é pensada com a lealdade de quem sofre com a síndrome do espelho da branca de neve e só acredita na sua verdade e no que vê, que sempre tem razão. Como não se discute com quem tem razão. A cabeça que pensa. Pensa.

 

 

Analisando as frases elas são além de machistas realçam a ideia do amor romântico baseado em necessidades unilaterais que favorecem em sua maioria o ser masculino em se tratando do direito de Ser Humano - na. Não queremos aqui dizer que apenas nós mulheres somos lesadas com a cultura machista e homofóbica que comanda o mundo, mas, desanuviar a dúvida de que o formato de sociedade favorece ao modelo masculino que culturalmente é dado como o jeito correto de viver socialmente.

 

 

E porque o homem é um ser Humano de duas cabeças? Porque a cabeça que sente é utilizada como um radar, sensível ao olhar, funciona com o olho e não tem regras para definir necessidade e vontade, confunde tudo e ao fim das contas culpabiliza, sua visão pelo que ela faz. Quando um compositor diz: "Passar a noite em claro dentro de ti", o que ele quer dizer? Onde ele acredita que esta? Bom, imagino eu que ele deve estar dentro de um quarto, certo? Não, errado. Ele mais uma vez, está pensando nas "gentilezas" e disponibilidades que uma mulher idealizada por ele pode ter na hora e no tempo que Ele quiser.

 

 

A cabeça que sente, é menos experiente no quesito necessidade ela age pela vontade de ser leal com sua virilidade, quando essa lhe falha; ela deixa de sentir. Talvez por causa de sua racionalidade ele deixa de pensar quando a cabeça que sente desperta;é a cabeça que sente que impulsiona a cabeça que pensa a construir padrões e conceitos sobre o corpo objetificado da mulher, é a partir dela que o homem ser humano de duas cabeças, acredita que o seu poder junto às mulheres menos favorecidas se  faz por vezes através do uso do sentir antes do pensar e isso é complicado, porque a cabeça que sente reforça também o fazer com Lealdade, a verdade absoluta lhe mantém poderoso.

 

 

É com a cabeça que sente que a cultura do estupro hoje legitimada pelo estado, se mantém viva e inabalável por essa vontade de permanecer dentro de quem quiser e bem entender. Acredita-se que esse seja de verdade o lado masculino do homem e o lado feminino esta na cabeça que pensa, pois , segundo o "machismo nosso de cada dia", a cabeça da mulher consegue dividir, papéis, funções, necessidade e vontade.


Com maestria, nesse 08 de março é interessante que possamos enxergar o nosso lado masculino não se ferindo pelo que nos propõe o masculino, pois se Deus é menina e menino, somos masculino e feminino. (como diria Pepeu Gomes).

 

Fonte: http://mgimortal.blogspot.com.br/

 

Domênica Rodrigues, é filha, irmã, mãe, educadora social, Terapeuta Integrativa em formação e Mestra em gestão escolar.

 




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.




(81)98619-0113

No Ar
Poema Contemplativo - Boa música e poesia com Valmir Viana
Enquete
Qual dessas Redes Sociais voce acessa?

 Instagram
 Youtube
 Facebook
 Twitter

Publicidade Lateral
Parceiros

Copyright (c) 2018 - Doce Rio FM - Todos os direitos reservados